Arquivo para agosto 5th, 2015

Sinestesia de amor

O teu gosto salgado, doce de lagrimas sentidas por um cheiro chorado lá sei eu de que perfume. Todo o teu sabor molhado que ao lábio e alma maltratou, o paladar na ponta do nariz do cheiro que a língua experimentou. Teu afago demente, coberto de melancolia do amor já que foi maldito de um […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas