As Tábuas de Carne

Evidentemente, sois uma carta de Cristo, entregue ao nosso ministério, escrita não com tinta, mas com o Espírito de Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, nos corações (2 Cor. 3,3).

Assim S. Paulo faz uma analogia entre as leis ressaltando as duas Alianças: a Aliança Antiga, escrita em tábuas de pedra, a Nova Aliança, escrita no coração da carne. Enquanto na Antiga havia um ministério da morte, na Nova há o do espírito que dá a vida; uma é ministério da condenação, outra é ministério da justiça; a primeira é Aliança velada, a nova é Aliança com a iluminação da consciência.

As novas tábuas de carne não são do desejo do corpo, mas as do coração vivo e sensível, Em Cristo o véu desaparece. Essa nova aliança não é da letra, mas do Espírito, pois a letra mata, mas o Espírito comunica a vida (2 Cor. 3, 4-6).

Tags: , ,

Categoria: Espiritualidade

Sobre o(a) Autor(a) ()

Estudante de Filosofia (Universidade Federal de Pernambuco - UFPE), tenho paixão pelo mundo. Busco conhecer a vida em seus mais íntimos aspectos: desde a origem do primeiro ser ao que está se desenvolvendo no imensurável circulo existencial. Prezo pela comunicação afetiva e verdadeira e, através de tais encantos, vivencio a Palavra em seus mais profundos aspectos, isto é, o conhecer e o comunicar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − dois =

Pular para a barra de ferramentas