Vale?

Será que o lucro
vale a morte de um rio?
A destruição de uma cidade?
A falta de água?

Será que a Vale pensa nas pessoas
ou só no dinheiro obtido pelos minérios?
E os partidos,
será que condenarão quem lhes financia?

Perguntas que não se calam,
respostas que não se ouvem.
A omissão se torna a regra.

O futuro é um mistério
e a ignorância humana
parece infinita.

Tags: , , , , ,

Categoria: Artes e Letras, Poesias

Sobre o(a) Autor(a) ()

Estudante de História (UFPE), tenho um grande interesse em estudar a humanidade e suas diversas facetas. Sou um ser mutável e busco não a perfeição, mas ser melhor a cada dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × quatro =

Pular para a barra de ferramentas