Arquivo para setembro 23rd, 2016

Sonhos

Precisamos nos envergonhar dos nossos sonhos, Eles nos destroem quando despertam E põem à massa a nossa vergonha. Sem o sono, linguagem alguma é Lei, Sem o medo, o homem é como uma Libra, Sendo, em seu íntimo, uma vontade cega. Não podemos dar ouvidos às nossas suspeitas; No fim, no início, à dormência dos nossos sonhos, Fomos feitos das narrativas […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas