RSSFilosofia

Considerações sobre a servidão voluntária em Étienne de La Boétie

| 13/12/2016 | 0 Comentários

Nascido na França, Étienne de La Boétie, escreve – supostamente, aos 18 anos – seu “Discurso Sobre a Servidão Voluntária”, que foi publicado após sua morte por seu contemporâneo e amigo, Montaigne. Embora a obra tenha sido produzida há mais de quatro séculos, a sua temática – a relação entre a liberdade e a obediência […]

Continue Lendo

Idealismo como hiperrealismo

Ironicamente, observo, alguns idealistas não são idealistas de partida, mas ao contrário, são hiper-realistas. Contudo, são tão realistas que acabam por apontar a essência das coisas de forma efetiva e real, mas à parte de tudo o que devém. Daí, por buscarem algo incorrigivelmente realista, ou antes por buscarem algo incorrigivelmente hiperrealista, tornam-se teoreticamente idealistas, […]

Continue Lendo

Por que a Filosofia?

Agora me vejo com sorte por saber que minhas primeiras motivações para adotar uma vida filosófica foram as morais. Nesse quesito os pensadores clássicos me encantaram com suas intenções genuínas; parafraseando Epicuro, quando diz que nunca é cedo para cultivar a filosofia e a felicidade, pois a primeira sendo o meio e a segunda o […]

Continue Lendo

As Trevas Luminosas e a Apofaticidade da Teologia Ortodoxa

| 02/11/2016 | 0 Comentários

“Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz.” (Daniel 2:22) A imagem mais clássica e representativa do caminho da alma para Deus, de forma paradoxal, é a treva luminosa . Autores Ortodoxos desde a antiguidade utilizaram-se deste conceito como ilustração da característica apofática da […]

Continue Lendo

O Mundo Muda?

Este escrito consiste numa explicação de até 1000 palavras do texto “As revoluções como mudanças de concepção de mundo”, de Thomas Kuhn, segundo a estrutura seguinte: “Introdução + desenvolvimento + conclusão”. As limitações impostas fazem parte da estrutura do trabalho, propostas na disciplina de Tópicos de Filosofia Contemporânea IV. Eis porque as exponho. Henrique Capeleiro Maia O mundo […]

Continue Lendo

Pragmática: Implicatura Conversacional

A Implicatura Conversacional, uma das ideias mais importantes da pragmática, indica uma série de explicações funcionais dos fenômenos linguísticos; sendo ela que comporta a compreensão de como é possível querer dizer mais do que é efetivamente dito ou expresso literalmente; garantindo assim a uma língua a coexistência de um núcleo semântico estável ao lado de […]

Continue Lendo

O problema da linguagem em Plotino

Discorrer sobre a linguagem em Plotino não é um encargo estático, compacto, antes, é uma corrente atualização do próprio discurso uma vez que sua filosofia não se pauta em meros significantes. Entender seu pensamento, portanto, não é o mesmo que inteirar-se acerca de aspectos qualitativos sobre o Um, o nous, a alma e o corpo. Foi sobre isso que muitos […]

Continue Lendo

A lectio escolástica e a leitura em nossos dias

A lectio escolástica e a leitura em nossos dias

Enquanto a maioria dos brasileiros lê mal, o modo como uma lectio se estruturava na escolástica decerto é invejável. Vejamos: ela perpassava por quatro fases: i. leitura em voz alta de uma seção de texto; ii. apresentação, divisão e destaque da estrutura e principais partes do texto; iii. exposição de cada uma dessas partes com […]

Continue Lendo

“O que é Filosofia?” à luz do Cristianismo Ortodoxo

“O que é Filosofia?” à luz do Cristianismo Ortodoxo

Continue Lendo

O problema da tradução à luz de Heidegger e Carlos Nougué

Entre os textos filosóficos é muito difícil, de um idioma ao outro, alcançar uma tradução acabada. Com a tradução costumamos perder muito: o indicativo original; o signo “x” que, i.g., quase perfeitamente se aplica no alemão mas não no português; a linguagem originária do “pai” ou “mãe” da obra. Aliás, antes mesmo de traduzir uma expressão à outra, o […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas