Tag: conhecimento

Idealismo como hiperrealismo

Ironicamente, observo, alguns idealistas não são idealistas de partida, mas ao contrário, são hiper-realistas. Contudo, são tão realistas que acabam por apontar a essência das coisas de forma efetiva e real, mas à parte de tudo o que devém. Daí, por buscarem algo incorrigivelmente realista, ou antes por buscarem algo incorrigivelmente hiperrealista, tornam-se teoreticamente idealistas, […]

Continue Lendo

Sermão sobre o conhecimento e a ignorância

Sermão sobre o conhecimento e a ignorância

Este escrito é obra do Abade francês Bernardo de Claraval (1090-1153) que, interessado pelo “saber viver”, se propõe a falar de duas ignorâncias: a ignorância de si mesmo e a ignorância de Deus. A versão publicada aqui é um resumo do mesmo. O conhecimento das letras é bom para a instrução, mas o conhecimento da […]

Continue Lendo

O Mestre: Linguagem e Conhecimento na Filosofia Agostiniana

1. BREVE HISTÓRICO: CONCEPÇÃO LINGUÍSTICA ANTERIOR E CONCOMITANTE A PLATÃO Apresentada desde antes dos gregos, a linguagem tinha uma relação mágica ou mítica com o universo, falar era participar do mesmo. As sociedades primitivas vêem a palavra como uma substância e uma força material, como um elemento cósmico do corpo e da natureza. Praticamente não havia […]

Continue Lendo

Fé e razão em Abelardo: “Não se pode crer naquilo que não se compreende”

Deus conhece de antemão tudo o que cria e não necessita da abstração, pois conhece diretamente. Somente esse conhecimento divino é perfeito. O uso da abstração por parte do homem só oferece um conhecimento deficiente […] posto que conhecemos mediante os sentidos e não podemos conhecer bem mediante qualquer outra faculdade que seja estranha ao […]

Continue Lendo

O racional e o místico no Tratactus de Wittgenstein

Esta publicação será narrada através de uma compreensão da obra O Racional e o Místico em Wittgenstein (2001) de Urbano Zilles. Atentai ao fato de que esta não é a compreensão da obra ela mesma, mas uma compreensão por meio dela que, assim como ela, corresponde a uma tentativa, por intermédio do Tractactus Logico-Philosophicus, de compreender a maneira como nosso pensamento pode encontrar um caminho […]

Continue Lendo

Não-ser, káiros e verdade como kosmos do discurso

Não-ser, káiros e verdade como kosmos do discurso

Introdução Eis como Aldo Dinucci designa seu desafio na Miscelânea Sofística: “Falar sobre a Sofística para rebater a costumeira depreciação do pensamento sofístico”. O professor se propõe a descaracterizar os infundados preconceitos milenares a respeito da Sofística que distinguem esta da Filosofia, colocando-a como uma anti-Filosofia. No entanto, uma vez que Platão “encontrou relevância no pensamento sofístico, […]

Continue Lendo

Conhecimento experimental

Conhecimento experimental

Constituída de carne e tecidos, sinto-me em perfeito funcionamento corporal conforme fui geneticamente capacitada em nascimento. Conjuntamente, entre sangue e estrutura cerebral, pergunto-me de onde vêm as afecções sentidas neste tronco sobre o qual vividamente movo. Embora sem desenvoltura técnica, identifico todos os meus membros harmonicamente movimentando-se em ondas vibrantes, posso experienciar a energia por eles emanada. […]

Continue Lendo

Princípios do cuidado de si

A amizade se desenvolve em conformidade com a presença e a intimidade dos homens quando estes assentam a companhia mútua; não é possível ser amigo de um homem em completa solidão. O amor é fruto da alegria daqueles que conhecem a beatitude e o cuidado de si para então cuidar do outro; não se deve […]

Continue Lendo

O problema dos universais na Escolástica

O problema dos universais na Escolástica

Alguns questionamentos são repetidamente discutidos na história da filosofia ocidental, como é o caso do problema dos universais: será que as coisas que vemos são pensadas mediante suas espécies e seus gêneros? Há relação entre os universais e os fatos (como a correlação entre o homem e este homem)? Em que medida o conhecimento humano se refere à […]

Continue Lendo

Opinião e crença: a justificação do conhecimento

Platão costumava distinguir a doxa (opinião) da episteme (conhecimento) – razão pela qual muitos estudos provenientes, em sua maior parte, da tradição inglesa e americana apontam um conteúdo predominantemente epistemológico (ou pelo menos uma antecipação dos problemas típicos da epistemologia contemporânea) em suas obras, especialmente no Teeteto. O filósofo ateniense criticava a aplicação sofistica, alegando ser essa uma atividade que, através de sua […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas