Tag: Metafísica

O que a Filosofia Primeira de Aristóteles estuda?

Para Aristóteles, a filosofia primeira (ontologia) é a ciência que estuda o ente enquanto ente, isto é, a compreensão do ser em seu sentido primeiro e substancial. A filosofia não é uma ciência em particular que busca conhecer no ente um atributo por concomitância (que acompanha o ser, isto é, o ente enquanto “outro”, “ao […]

Continue Lendo

Breviário de Aristóteles: Livro Δ da Metafísica

Em suma, o Livro Δ da Metafísica de Aristóteles reúne e explica uma série de termos relevantes à temática da filosofia primeira dos quais este texto tem por objetivo abordar seus oito primeiros. Alguns comentadores compreendem o Livro Δ como um léxico metafísico, no entanto, devido à sua brevidade, Giovanni Reale prefere dizer que ele tem […]

Continue Lendo

Breviário de Aristóteles: Livro Γ da Metafísica

O Livro Γ da Metafísica de Aristóteles é organizado em oito partes das quais este escrito tem por objetivo resumir e entender as suas três primeiras, são elas: A Definição da metafisica como ciência do ser enquanto ser, Os significados do ser, as relações entre o uno e o ser e as várias noções que entram […]

Continue Lendo

Breve escrito para os que encontram na Filosofia a sua razão de existir

| 19/06/2016 | 1 Comentário

Se, oculto pela recusa em falar, a força motriz da tua existência for a Filosofia, és um assujeitamento não manifesto; certamente um forte loquaz, todavia, um ser-aí de fraco senso coletivo. Tenho medo de teu niilismo imperativo, da tua força que impera sem ter predicativo real de existência algum. Onde está o realismo de tua apolítica? Tenho-o tal como vejo a […]

Continue Lendo

O racional e o místico no Tratactus de Wittgenstein

Esta publicação será narrada através de uma compreensão da obra O Racional e o Místico em Wittgenstein (2001) de Urbano Zilles. Atentai ao fato de que esta não é a compreensão da obra ela mesma, mas uma compreensão por meio dela que, assim como ela, corresponde a uma tentativa, por intermédio do Tractactus Logico-Philosophicus, de compreender a maneira como nosso pensamento pode encontrar um caminho […]

Continue Lendo

Hilemorfismo: a constituição do ser vivo em Aristóteles

É inverossímil entender a Física e a Metafísica aristotélica de modo fracionário uma vez que uma e outra estão intimamente conectadas. Para Aristóteles, Metafísica é a ciência teorética que indaga pelas causas e princípios primeiros, sendo, em contrapartida, a Física aquela que, também dentre as ciências livres, tem como primeiro agente de averiguação as substâncias […]

Continue Lendo

Conhecimento experimental

Conhecimento experimental

Constituída de carne e tecidos, sinto-me em perfeito funcionamento corporal conforme fui geneticamente capacitada em nascimento. Conjuntamente, entre sangue e estrutura cerebral, pergunto-me de onde vêm as afecções sentidas neste tronco sobre o qual vividamente movo. Embora sem desenvoltura técnica, identifico todos os meus membros harmonicamente movimentando-se em ondas vibrantes, posso experienciar a energia por eles emanada. […]

Continue Lendo

A filosofia da natureza na Idade Média

A filosofia da natureza na Idade Média

Alguns historiadores partem do pressuposto de que o medievo evidenciou os pressupostos metafísicos e éticos da cristandade suprassumindo assim a investigação grega acerca da physis. Contudo, embora o cerne do pensamento cristão não fosse a physis, uma vez que seu fim era justificar o sobrenatural e a possibilidade do milagre a partir da potência absoluta […]

Continue Lendo

A Douta Ignorância Cusana:  Do máximo absoluto à sua contração

A Douta Ignorância Cusana: Do máximo absoluto à sua contração

Através da realização de um breve levantamento da teologia medieval melhor podemos chegar ao cerne da filosofia de Nicolau de Cusa, um dos pensadores mais importantes do século XV. A Idade Média foi responsável por sintetizar as concepções gregas acerca da natureza e realizar algo similar a uma instrumentação de conhecimento sobre a teologia romana […]

Continue Lendo

O Iluminismo judaico e a Haskalá na filosofia Mendelssohniana

O Iluminismo judaico e a Haskalá na filosofia Mendelssohniana

Notável tanto na filosofia do Iluminismo alemão como na do judaísmo, Moisés Mendelssohn (1729-1786) foi o primeiro filósofo judeu moderno. A princípio Mendelssohn não aspirava construir uma teoria filosófica do judaísmo, ou seja, seu principal intento não era justificar racionalmente a fé de seus antepassados como faziam muitos pensadores medievais, todavia seu pensamento acaba por levá-lo […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas