Tag: Physis

Hilemorfismo: a constituição do ser vivo em Aristóteles

É inverossímil entender a Física e a Metafísica aristotélica de modo fracionário uma vez que uma e outra estão intimamente conectadas. Para Aristóteles, Metafísica é a ciência teorética que indaga pelas causas e princípios primeiros, sendo, em contrapartida, a Física aquela que, também dentre as ciências livres, tem como primeiro agente de averiguação as substâncias […]

Continue Lendo

Demócrito e o atomismo clássico

Demócrito e o atomismo clássico

Embora hoje o atomismo seja conhecido como uma doutrina física e química, seguramente seu estudo teve um preâmbulo filosófico, ou seja, não foi “cientificamente“ que seus fundadores – Leucipo (±490/460-420 a.C.) e Demócrito de Abdera (±460-360 a.C.) – sustaram os componentes últimos da matéria enquanto corpúsculos indivisíveis, em movimento num vazio infinito. Se quisermos uma demonstração disso, podemos recorrer a Aristóteles, pensador que […]

Continue Lendo

A filosofia da natureza na Idade Média

A filosofia da natureza na Idade Média

Alguns historiadores partem do pressuposto de que o medievo evidenciou os pressupostos metafísicos e éticos da cristandade suprassumindo assim a investigação grega acerca da physis. Contudo, embora o cerne do pensamento cristão não fosse a physis, uma vez que seu fim era justificar o sobrenatural e a possibilidade do milagre a partir da potência absoluta […]

Continue Lendo

Laboratório de Filosofia Antiga: Plotino, Enéada III.8 [30]

Comprometi-me a apresentar no Laboratório de Filosofia Antiga o pensamento de Plotino, razão pela qual meus pensamentos voltaram a se debruçar diante de tão curioso filósofo. Por dias pensei repetidas vezes no que poderia ser dito acerca de um sapiente neoplatônico tal como foi Plotino. A respeito de quê poderei discursar?, pensei. Falar de Plotino não é tarefa fácil, quem o […]

Continue Lendo

A biologia aristotélica

Desde a Academia platônica já eram feitas classificações sobre os animais e plantas em gênero e espécie, todavia somente no Liceu a biologia se tornou um objeto de estudo sistemático. As obras aristotélicas cujo tema é a physis tratam-na amplamente; enquanto o conhecimento astronômico é nobre e distante, o estudo dos corruptíveis, isto é, das plantas e dos […]

Continue Lendo

Que é a matéria, de Bertrand Russell

Que é a matéria, de Bertrand Russell

Bertrand Russell no ABC da Relatividade levanta a questão “Que é matéria?” não na qualidade de metafísico, mas referindo-se à possível veracidade da Física moderna e, mais especialmente, da teoria da relatividade. Russell mostra haver, desde o início da especulação científica, duas concepções tradicionais de matéria, isto é, a dos atomistas, que a começar por Leucipo e Demócrito concebia […]

Continue Lendo

Tales, Anaximandro e Demócrito

O primeiro grande período cosmológico da filosofia ocidental tem o tema da natureza como centro. A filosofia no ocidente nasce como uma investigação racional acerca da physis e de sua arché cujo conceito pode ser aplicado de forma dupla. a arché como princípio: começo ou origem. Nesse sentido, ela estaria situada em algum lugar do tempo remoto. a […]

Continue Lendo

Introdução à Filosofia da Natureza

Introdução à Filosofia da Natureza

A Filosofia da Natureza é um segmento filosófico que compreende a natureza do ponto de vista ontológico (da relação do ser enquanto ser) e/ou epistemológico (da origem, estrutura, método e validade do conhecimento). Esta foi importante desde à antiguidade. Efetivamente a filosofia nasce entre os pré-socráticos com a problemática da physis pois tudo o que lhes era apresentado estava […]

Continue Lendo

Teria Platão conhecido a cosmologia do povo hebreu?

Teria Platão conhecido a cosmologia do povo hebreu?

Platão (428-347 a.C.) é considerado o primeiro filósofo, ao menos em escritos, a romper com a visão materialista (physis) atribuída à antiga cosmologia dos pré-socráticos. Este questiona-se se As causas de caráter físico e mecânico representam as ‘verdadeiras causas’ ou, ao contrário, constituem ‘con-causas’, ou seja, causas a serviço de causas ulteriores e mais elevadas. A […]

Continue Lendo

O infinito de Anaximandro

Introdução O primeiro texto sobre os filósofos pré-socráticos mostrou como esse período reflete um interesse filosófico voltado para o mundo da natureza. Além disso, apresentou Tales como o primeiro filósofo grego, principalmente por ter trazido o conhecimento de que o cosmos é um (Aet., II, 1, 2). Mas foi através de seu sucessor e discípulo, Anaximandro […]

Continue Lendo

Pular para a barra de ferramentas